Obrigado, Benfica

Como é bom acordar e dizer que sou tetra.

Nasci nos anos 90, e sempre vibrei com o clube do meu coração. Sempre me sentei em casa ou no café e bati palmas a cada golo, levantei-me a cada defesa e vivi intensamente cada época. Lembro-me, enquanto miúdo, de ver o Miklós a cair por terra agarrado ao manto sagrado. Lembro-me da morte do Rei Eusébio, lembro-me de todos os campeonatos que festejei e de todos as alegrias e choros e abraços sentidos. E a magia dos jogadores que por ti passaram… todos os que vestiram o glorioso encarnado e beijaram o emblema que trazem ao peito, como o nosso capitão fez hoje. Lembro-me de ter nascido Benfiquista – e é assim que vou morrer.

“Dizem que somos loucos da cabeça”, porque amamos este clube mais que qualquer coisa no mundo, e é por ele que vestimos de vermelho e sujamos a alma de aflição a cada ataque adversário, e rasgamos a garganta com os nossos festejos de golo, enquanto vemos brilhar as nossas estrelas em qualquer campo que nós conquistamos. Dizem que somos loucos da cabeça, e somos “braço armado do Benfica” a cada cântico que berramos.

Ser-se do Benfica, é, no fundo, uma exaltação. “Sou do Benfica”, digo eu em qualquer canto, e não é algo que se deixe passar. Ser do Benfica tem sempre a sua consequência, seja boa seja má, porque é o Benfica que é falado por todas as bocas em todos os cantos do mundo, seja por 100 anos de história, seja pela arte em cada jogada encarnada, seja pela atitude da massa adepta que acompanha o glorioso por esse mundo fora. E a catedral iluminada, que é Luz para tanto amante e o ódio dos nossos adversários. Vale sempre a pena cantar por ti.

Obrigado, Benfica, por todos aqueles que nunca pensaram viver para ver este momento, e por todos nós que vamos poder dizer aos nossos filhos que presenciámos o tão esperado tetracampeonato. Nós pedimos o 36. Eles deram-nos. “Honrem o manto sagrado” – e eles honraram. Nascemos todos na Farmácia Franco juntamente contigo, clube de bairro que nos faz sentir vivos, Inferno da Luz que nunca se cansa de gritar por ti. Estamos aqui todos juntos para festejar o quão bonito é ser campeão, mais uma vez. Porque ser Benfiquista é ter um desejo insaciável de vitórias; é nunca parar de lutar, abrir os braços e pedir aos nossos o que nos pertence; é nunca parar de pular, dizendo que “eu amo o Benfica”. Porque ele é nosso. Que venha o penta.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: