O Bater do Sino

Ironia do destino, sentir sem qualquer prazer,
Musicalidade que não passa,
Trazendo consigo arrepio e saudade,
Sinto em mim desatino.
Volvida a emoção descontrolada,
Uma perdição enamorada
E fechada,
Em mais um bater do sino.

Guitarras e cantores,
Velha sé obrigado!
Capa negra traçada,
Que eu não sinto obrigado,
Porque obrigado não se sente o fado!

Ouço ao longe, e feliz me realizo,
Do estudante ouço mais um hino.
Da colher velha do sizo,
Ah, senhora do ensino!
No saber gélido e triunfante da madrugada,
Meio cheio, meio vazio,
Em véspera de trovoada,
Que é o destino.

Coimbra dos amores,
Agradeço as lágrimas que,
Choradas por quem te conhece,
Utopia que não cesse!

E digo mais, velha cidade,
A velhice, a aura, emoção,
A beleza na tua pequenez,
Ninguém sabe ao certo a tua idade,
Traço da tua imortalidade,
Alta com a tua pulsação,
Alta cuja alegria não passa despercebida…

Obrigado! Pelos laços,
Pelos traços, pelos gritos,
Pela forte facilidade que
Facilmente encontrei em ser-se feliz…
Agradecido pela tua sorte!
Encontro-me na tua noite sendo forte,
Boémio errante sonhador que sempre quis.

Coimbra da minha saudade!
Coimbra a minha cidade!
E de todos os que cá passaram!
E de todos os que cá choraram!

Anos que voam dissolventes,
Baladas tristes e ardentes,
A ironia do destino!

Academia onde não passa a dor,
Academia de toda a cor,
Entrando inocente e saindo senhor….

“Um dia olharemos para trás
E lembraremos tudo o que tínhamos pela frente”
Ouvindo a balada do sino.

 

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: