Um texto “errado”

Isto não é um texto bonito. Isto é um texto que pode – e deve – ferir suscetibilidades. Isto é um texto “errado”.

Nasci quase no virar do milénio. 2000 anos de sociedade d. C., uma sociedade que, como a História nos ensinou, nasceu muito antes disso, no tempo dos gregos “amantes de homens” e dos romanos imperialistas. Tantos anos a viver em comunidade. Tantos anos sem aprender o essencial, ou melhor, a tentar distorcê-lo.

Nesta sociedade, somos rotulados à nascença. O pobre, o rico, o filho da puta, o cigano, o preto. O rapaz que usa rastas e “fuma droga”. O preto que é rebaixado por ser de outra cor. Mesmo que não vejam, esses casos infelizmente existem. O cigano que é olhado de lado a vida toda por ser “ladrão”. O outro de cabelo rapado que “anda na má vida”. Como disse o Valete um dia, é “uma sociedade de extremos, trabalham duas vezes mais e recebem duas vezes menos”. Racismo e xenofobia são palavras que aprendi na escola e em casa. E cresci até perceber o verdadeiro significado, até pensar por mim mesmo no que queriam dizer. Até ver. Rótulos, estigmas, estereótipos, como quiserem chamar, e que quer queiram quer não vos foram ensinados, seja pela educação familiar, pelo que ouvem na rua, pelo que vêm na televisão. Etiquetas que nos distinguem, não como etnia, porque nisso sim, somos distintos, mas como pessoas, e todo o ridículo por trás.

Nesta sociedade, aprendemos que é errado amar uma pessoa do mesmo sexo que nós. Aprendemos que devemos criar uma família quando crescemos e termos um trabalho fixo porque isso é o padrão ideal de um adulto. Aprendemos que essa família tem de ser forçosamente heterossexual. Mesmo que a sociedade não seja contra, não vai ser a favor, e um casal homossexual vai ser olhado de lado. Porquê? Qual a necessidade disso? É feio? Feio é a ignorância. Duas pessoas felizes juntas, isso é bonito. Será que biologicamente somos atraídos por pessoas do sexo oposto, apenas? Ou porque é o que diz nas “Escrituras”? As “Escrituras” são demasiado antigas e a ciência é recente o suficiente para dizer que o amor e as hormonas e tudo o que eu não percebo fisiologicamente não nos faz todos iguais. Indo assim ao seguimento da questão: temos mesmo de criar uma família? É obrigatório? Nunca foi, mas para certas pessoas é um ultraje teres 50 anos e não seres casado. Talvez haja casamentos que acabam em divórcio por esse mesmo motivo. Talvez a maioria até. Solteiros ou casados, vivam até aos 80 e decidam aí se gostaram do que passaram.

Nesta sociedade, aprendemos que devemos ir à missa, à catequese, temos um terço na cabeceira e um crucifixo na sala de aula da primária. Hoje em dia talvez já não na seja tão impingida a religião como foi antigamente. Talvez a liberdade de escolha já esteja ao nosso alcance, minimamente. Sendo Portugal o país dos 3 F’s, contudo, vamos ter sempre a noção da religião ao mais pequeno alcance. Quem quiser, força. Se sentirem o chamado, força. Não é do meu interesse se o são ou não. Assim como não vos vou dizer para o deixarem de ser e vos impingir o meu parecer no assunto, por isso não me digam que a religião e a fé são importantes. E acreditem que eu acho a História da Igreja mesmo muito interessante.

A sociedade, e eu estou farto deste termo, tem-se perdido pelo politicamente correto. Sinceramente, há assuntos importantes a serem tratados. Aborto, eutanásia, guerra. Não deixemos de lado isso para constantemente criticar duas raparigas que vimos na rua de mãos dadas, ou o jovem da aldeia que não vai à missa há anos. Ou o cigano que passou a pé lá em casa enquanto se observa da janela. Simplesmente isso. Cansado de mentes fechadas e vozes “caladas”. Tudo isto seja dito por um jovem branco, heterossexual, ateu (insert smile). Porque não é assim tão difícil colocar-nos no papel contrário e perceber o que está mal. Fico feliz por ser de uma geração mais aberta quanto a muitos assuntos. Que caminhemos juntos para uma sociedade onde “falas de má-língua” necessitem de aspas na frase. Reparem bem no que não digo aqui.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: